Olhar da semana

foto: Paulo Pacheco

Há uma fotografia da inauguração da exposição Mundo Flutuante, de Pedro A.H. Paixão, do Paulo Pacheco – um senhor que fotografa as coisas lindas que acontecem em Guimarães – na revista E (que acompanha o Expresso (18.12.22) que diz tudo: Guimarães é uma referência cultural em Portugal.

Não; não estou (só) a pensar na “polémica que obriga a repensar as relações institucionais no meio artístico e algumas exposições que encontram novos ângulos de observação da arte” que marcam o ano, quase moribundo, de 2018; estou mesmo a olhar para o destaque que o semanário Expresso dá ao Centro Internacional das Artes José de Guimarães (CIAJG).

Parabéns Nuno Faria.

Grande olhar o de Celso Martins!

Só uma certa Guimarães neoliberal e convencida de que a moda dos jeans e do slim é que dá vida aos portugueses é que teima em fazer de conta; dizendo que no antigo mercado municipal de Guimarães não acontecem coisas lindas.

Sempre!

Não apenas em anos de promoção eleitoral. Como certos mercados fazem questão de exibir.

Anúncios