Adiar é preciso

Gosto da sombra. Não tenho saudades dos holofotes. A minha cena é andar ao sabor do vento.

Sam The Kid, Ípsilon, 18.12.07

 

Somos um país de corruptos?

Os números são assustadores, mas seremos, nós portugueses, mesmo uns corruptos?

Segundo os dados revelados pela procuradora-geral da República, Lucília Gago, 3.423 é o número de inquéritos abertos entre novembro de 2017 e novembro de 2018, o que representa um crescimento de 57,7% num ano.

Está tudo na rubrica Público & Notório do jornal Público de sábado, dia 15.

Voltemos então ao princípio: Portugal é um país de corruptos?

Anúncios