Reflexão de fim-de-semana *

Quando um museu se dobra para dentro de si e expõe as suas entranhas, a coisa não é bonita de se ver.

António Guerreiro, Ípsilon, 18.10.04

 

* espaço de um tempo em que o tempo se suaviza na serenidade de um museu. E então se esse espaço museológico for capaz de ser aquilo que sempre foi, sem ser o que lhe querem impor?

Anúncios