Poeira das imagens

Espero a chuva de inverno que lave as ruas.

Ana Cristina Leonardo, E, 17.09.29

 

Se o governo presidido pelo senhor Costa for capaz de concretizar em lei e no dia-a-dia das pessoas que “as garrafas de plástico vão ter tara recuperável a partir de 2022” (título do jornal Público, 18.06.07) ficará na história das cosias boas quando se falar de Ambiente em Portugal.

Mas, da minha parte, não só vou ficar a ver onde vão parar as modas. Desde logo, porque não tenho medo em afirmar: como posso acreditar num ministro do Ambiente que diz, desdiz e faz de conta?

Olhemos, por favor!, para o que (não) aconteceu no rio Tejo!

Felizmente, que pelo menos para isso, a chuva não larga o país!