Recuso ser mais uma vítima da moda

As coxas, apesar do seu coxear, vão e vêm pelas ruas.

Virgilio Piñera, in O grande Baro e outras histórias

 

 

Coisas que não entendo na minha cidade, a Guimarães que será (alguém duvida?) uma referência ambiental nos próximos tempos: a travessa de Camões com trânsito.

Não me entra; a minha cabeça sempre ocupada com outras realidades bem mais simpáticas não aceita, pronto!

E então ver as pessoas na ‘esplanada’ (quase no fim da dita) de um restaurante (ali localizado) a ‘gramarem’ com dose massivas de dióxido de carbono diz-me que não há quem saiba como viver. Ou não queira saber.

Pronto!

Jamais faria uma refeição ali, na travessa de Camões. Nem guardarei a bicicleta do lado esquerdo da travessa onde há uma planta velha e a morrer.

Anúncios