Dias de gratidão

Foto: Fernanda Canofre/GlobalVoices

Pensar é difícil, por isso é que a maioria das pessoas julga.

Carl Jung

 

Pedro Bacelar de Vasconcelos considera “chocante” o silêncio dos políticos sobre “o caso Cova da Moura”, leio no jornal Público, na sua edição do passado dia 18.

Num trabalho assinado por Joana Gorjão Henriques, o antigo governador civil de Braga faz uma afirmação que – com toda a naturalidade e prazer solidário – sublinho: não é possível viver numa ordem democrática sem a certeza de que {as alegadas violações dos direitos humanos que constam do despacho do Ministério Público] não possam ocorrer numa esquadra.

A propósito? Quem tem memória da luta corajosa que Pedro Bacelar travou por causa dos ciganos em Vila Verde aqui há uns tempos?

É muito importante a memória para se perceber como andamos à deriva num Portugal parvo e sem cura, não é?

Por mim só me resta, para além do abraço solidário, vincar que Pedro Bacelar de Vasconcelos é um senhor.

Anúncios