Olha (o) devir

Hoje vivemos rodeados de fantasmas de imagens e cada nova imagem que vimos remete-nos para outra já presente enquanto espetro.

Filipe Oliveira, Ípsilon, 17.06.30

 

Anúncios