Fantasma das nossas realidades

Uma rapariga cansar-se-ia mais depressa de um intelectual feio do que de um homem estúpido bonito.

Kmut Hamsun, in Mistérios

 

1. nunca rejeito um desafio; nem o teu. sei, sei muito bem que se calculam mal alguns riscos. há um vulto – tão negro! – a impor-se (cada vez com maior intensidade e visibilidade, caramba!) no nosso caminho…

… tipo paisagem crepuscular?

quase isso! é um ruído surdo; estranhamente agressivo. cultura rural; um enigma constante, quase evidente – natural de homens da montanha, sem luz ou vestes mais ou menos psicadélicas.

 

2. já viste o que Pedro Lima escreveu no caderno de Economia do semanário Expresso (17.06.17)? olha bem: a nomeação de Diogo Lacerda Machado para a administração da TAP é mais uma daquelas decisões controversas que só serve para criar desgaste e desconfiança dos cidadãos em relação aos políticos.

caramba!

não te parece que o senhor jornalista tem razão?

se tem! infelizmente! os senhores da política não entendem (ou fazem de conta que não percebem) isto.

não? estavas convencido que os fretes e as nomeações políticas tinham acabado?…

… ilusão, meu caro, ilusão.

Olha então: o país está preocupado com as nomeações da TAP, prova de que nada muda em Portugal e que são as amizades, cumplicidades e distribuição de favores políticos entre o PS e o PSD que comandam o país e as empresas onde o Estado mete a mão. (Clara Ferreira Alves, E, 17.06.17)

 

3. pois é, tens razão! e, como eles se entendem! fazendo de cada um de nós uns pacóvios que vão até às urnas dar-lhes um é isso, é isso! e andam os senhores do be e do pcp convencidos que dão umas dicas ao senhor costa…

… eles sabem-na toda, não é?