Laços reais

plano-claro
foto: planoclaro.com

Se a ética não governar a razão, a razão desprezará a ética.

José Saramago, in Cadernos de Lanzarote (1995)

 

Mais um olhar à atenção de André Coelho Lima: a aposta que o líder laranja em Guimarães vem fazendo para que possa surgir aos olhos dos vimaranenses como uma referência de futuro ficará, ninguém duvide, manchada pela notícia do Jornal de Noticias na sua edição do passado dia 10. Uma realidade que, acredito muito sinceramente, nenhum vimaranense e independentemente da sua localização partidária, apreciará.

E porquê?

Não, não é pelo facto de “quatro técnicos mais próximos e da confiança de Rui Barreira, o presidente do Centro Regional de Segurança Social de Braga“ terem pedido para “sair daquele organismo” ou, tão pouco, por causa de um inquérito – que estará “em vias de conclusão” –, relativo a declarações “feitas por funcionários” que terão acusado o senhor diretor da Segurança Social de Braga de “assédio, bullying profissional e perseguição a todos os que ousaram reclamar ou reivindicar.

Para mim, meu caro André – e que me perdoe o Orlando Coutinho – importa vincar que o rosto principal de um dos parceiros da coligação de direita em Guimarães é Rui Barreira. Disso não há dúvidas; nem no PSD.

E, caro André Coelho Lima, sabemos muito bem que os vimaranenses costumam castigar (a sério) quem os prejudica, seja em que circunstância for. Desde logo, olharão para a alínea b) do acordo autárquico concelhio para Guimarães, que recentemente foi assinado.

Assim, haverá mesmo “condições políticas” que potenciem “a cooperação de esforços entre o PPD/PSD, o CDS/PP…” para conquistar o poder em Guimarães?

Anúncios