Balanço nicolino

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Leio na edição semanal (16.12.09) do Reflexo estas duas afirmações:

as Nicolinas são indiferentes a tudo isso porque não precisam, como nunca precisaram, de qualquer estatuto para serem vividas e vivenciadas pelos vimaranenses. Porque as Nicolinas não precisam de reconhecimento algum porque já têm estatuto suficiente para serem o orgulho de todos nós“ de André Coelho Lima

e “isto é uma provocação. Mas é uma provocação séria. Faz-me bastante confusão quando uma discussão começa pelo telhado e não responde convenientemente a um conjunto de premissas de base. Escrevo-o a propósito do sempre acalorado debate acerca da classificação das festas Nicolinas como Património Imaterial pela Unesco”, de Samuel Silva

e fico a olhar para as festas dos estudantes de Guimarães com um olhar à espera de afirmação.

Anúncios