Semear mudanças

ps braga
foto: ovilaverdense.com 

Nem sempre aqueles que concordam connosco são os mais leais. Por vezes, a melhor forma de lealdade é a expressão de discordância e a chamada de atenção para os erros.

Carlos Vasconcelos, Mais Guimarães O Jornal (16.05.10)

Há “mosquitos por cordas” por aí; em Barcelos e Vizela já se viram as cordas. Em Vizela está tudo clarinho: as cordas foram desatadas, os mosquitos morrerão asfixiados porque não foram capazes de abrir a janela da renovação.

Estamos quase, quase a meio de 2016.

Quando 2016 estiver a estoirar e 2017 se agitar no horizonte dos que se consideram donos do poder, o que veremos?

É que, sejamos práticos, há figuras de segundo plano que nunca sãos secundárias.

A política local tem coisas estranhas: como é possível a Casa do Povo de Vizela ficar sobrelotada numa tarde de quarta-feira para ouvir um dirigente político ‘malhar’ numa realidade politica vizelense?

Será que algo vai mal no reino socialista vizelense?

Anúncios